INGRESSOS SOBEM 489% EM DEZ ANOS

Arena vazia será uma constante?

Arena vazia será uma constante?

 

Matéria publicada aqui: http://www.otempo.com.br/superfc/ingressos-sobem-489-em-dez-anos-1.695236

 

THIAGO NOGUEIRA

O país do futebol é também o país do ingresso per capita mais caro do mundo. Em dez anos, os bilhetes para assistir à paixão nacional subiram assustadores 489%, quase sete vezes mais que a inflação acumulada no mesmo período. Em meio à construção de novas arenas para a Copa do Mundo de 2014, a elitização do futebol parece um caminho sem volta.

Levantamento da Pluri Consultoria, atualizado recentemente, mostra que a média do ingresso mais barato vendido hoje no país é de R$ 56. Com os R$ 22.402 de renda per capita anual brasileira, o mais fanático torcedor compraria apenas 400 entradas. Comparativamente, os espanhóis, com renda per capita duas vezes maior (R$ 52.602) e ingressos até mais salgados – R$ 71,62, elevados pela dupla Barcelona e Real Madrid – seriam capazes de adquirir 734 bilhetes.

Salário mínimo, cesta básica, gasolina, nada subiu mais do que o ingresso brasileiro. “Com a diminuição do tamanho dos estádios, aumentar o preço seria algo lógico. Mas está se vendo que não é isso. Não é questão de paixão. É de aritmética, de renda, de consumidor, de opção de entretenimento. E isso não é uma demanda ocasional, uma fase excepcional, um show do Paul McCartney”, critica o economista e diretor da Pluri Consultoria, Fernando Ferreira.

No caso de partidas decisivas, a elevação dos preços manteve a mesma tendência. Em 2009, o Cruzeiro decidiu a Libertadores no Mineirão com o ingresso médio a R$ 42,65. Quatro anos depois, o Atlético chegou à decisão e cobrou entradas que deram média de R$ 250,65, quase seis vezes mais (487%).

Menos torcida. A Consultoria BDO comparou os antigos estádios e as novas arenas nas primeiras nove rodadas do Brasileiro. Nos novíssimos campos de futebol, a média de público foi de 28.879, enquanto nos antigos palcos, a média não passou de 9.550. Nos novos estádios, o ingresso custa em média R$ 55,42. Nos velhos, R$ 25,20.

“Comparando com a renda, o ingresso é caro. Já fui aos estádios e vi que os serviços oferecidos não acompanham o preço cobrado, mas a tendência é melhorar. A curiosidade por conhecer as novas arenas contribui para isso”, analisa Pedro Daniel, consultor de esportes da BDO.

E os efeitos já aparecem. Depois de um ingresso com valor médio de R$ 110 para Santos e Flamengo – o último jogo de Neymar no Brasil –, os preços das entradas no estádio Mané Garrincha, em Brasília, caíram pela metade. No entanto, com jogos nem tão empolgantes como Flamengo e Portuguesa, na última quarta-feira, apenas 12.511 pessoas foram ao campo.

Ocupação. A pesquisa da Pluri mostra que a taxa de ocupação dos estádios no Brasil é de 38,4%, deixando o país no 31º lugar do ranking mundial. “Na verdade, a média de ocupação dos estádios brasileiros é de 14%. Ela só sobe para 38% no Brasileiro”, reavalia Ferreira.
No Brasileirão
Preço médio nos estádios:
1) Santos
. R$ 86,04
2) Flamengo. R$ 61,17
3) Vasco. R$ 54,74
4) Grêmio. R$ 42,69
5) Botafogo. R$ 40,51
6) Cruzeiro. R$ 39,88
7) Bahia. R$ 36,94
8) Atlético. R$ 36,25
9) Fluminense. R$ 36,14
10) Corinthians. R$ 32,66
11) Vitória. R$ 26,91
12) São Paulo. R$ 26,70
13) Portuguesa. R$ 26,43
14) Atlético-PR. R$ 26,17
15) Goiás. R$ 23,69
16) Náutico. R$ 23,17
17) Internacional. R$ 22,58
18) Criciúma. R$ 20,86
19) Coritiba. R$ 15,83
20) Ponte Preta. R$ 12,51
Fonte: Consultoria BDO

 

Nota do blog: Já citamos inúmeras vezes a elitização do futebol aqui e isso já é uma realidade. Enquanto os brasileiros colonizados tentam imitar os europeus, eles estão afrouxando as regras para que as arquibancadas façam de novo parte do espetáculo e não sejam meros espectadores de um teatro. Nos forçam a correr atrás do próprio rabo, o que nos leva a sempre estar a um corpo de distância do objetivo. Veremos até quando os magnatas/burocratas vão querer copiar este modelo de “sucesso” que vem da Europa. O rico aqui não tem disposição de lotar estádio. São os mais pobres que fazem isso e eles não podem mais pagar o preço dos ingressos. Apenas se pesar no bolso dos donos da bola é que a arquibancada vai ser considerada novamente.

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s