COMUNICADO DAS ORGANIZADAS

vas-x-furacao

Quem insiste em pensar e ter memória, já havia antecipado as medidas que seriam tomadas para “acabar com a violência no futebol” depois da briga da última rodada do Brasileiro 2013. Dito e feito, pedido de suspensão das torcidas e veremos daqui há pouco o número de mandos de campo que cada time perderá. Tais atitudes são ineficazes e não melhorarão o quadro da violência, assim como extinguir as organizadas também não o fará. Diante disto, é necessário um planejamento conjunto com mais áreas, além da policial, e passar a escutar o componente de maior relevância para o futebol: a torcida.

Abaixo estão os comunicados oficiais das torcidas Os Fanáticos (Atlético/PR) e Força Jovem (Vasco) sobre a briga ocorrida domingo passado. Nós do Destilaria da Bola não tomamos partido de nenhuma das duas organizadas, pelo contrário. Fora a rivalidade, em ambas as notas é citado que o que aconteceu domingo foi um incidente que poderia ter sido evitado, mas infelizmente ocorreu por conta da incompetência, burrice e arrogância de nossas “autoridades”. O assunto é sério e se não houver um diálogo efetivo entre todos os envolvidos nada mudará. Segue os comunicados na íntegra:

fanáticos

NOTA OFICIAL – Confronto em Joinville

A Torcida Os Fanáticos vem a público se manifestar a respeito do confronto ocorrido na arquibancada da Arena Joinville, no jogo de ontem, entre Atlético e Vasco. Mais uma vez uma tragédia anunciada não foi evitada por puro descaso e despreparo das autoridades competentes e a culpa recai sobre as Torcidas Organizadas. Em circunstâncias que não existem certos ou errados, inocentes ou culpados, a negligência criou uma situação de guerra, em que nos vimos obrigados a tomar uma atitude. Quem estava presente e viveu o horror daquele momento, sabe que poderia ter ocorrido um desastre ainda maior, de proporções gigantescas. Não queremos nem iremos bancar o “advogado do diabo”, mas gostaríamos de apontar alguns fatos pertinentes ao ocorrido.

– Como citamos acima, esta já era uma tragédia anunciada. O Ministério Público de Santa Catarina e a Polícia Militar já estavam cientes do que este jogo representava para as duas equipes e do alto risco de confrontos entre as torcidas, não apenas na arquibancada, mas também durante o deslocamento das torcidas e nos arredores do estádio em Joinville. Já alertávamos para esta situação no começo da semana passada, inclusive proibindo mulheres e crianças de viajarem em nossa excursão, prevendo o que estaria por vir. Nada justificava a falta de um isolamento efetivo entre as torcidas, tampouco a decisão do veto da polícia dentro do estádio.

– Muito antes do início da partida, já haviam sido registradas inúmeras ocorrências envolvendo torcedores do Vasco e do Atlético. Vale lembrar que estes torcedores não faziam parte de torcida organizada e, ainda assim, foram envolvidos em brigas e roubos. O mais grave destes enfrentamentos ocorreu em frente ao hotel em que o Vasco estava hospedado, onde diversos torcedores do Atlético foram agredidos e tiveram suas camisas roubadas por torcedores do Vasco. Isto apenas confirma o menosprezo da polícia e a falta de vontade em tomar medidas preventivas durante a partida.

– As imagens são claras e mostram que o primeiro confronto aconteceu na área destinada a torcida do Atlético, provando a invasão da torcida do Vasco. Assim que a torcida vascaína avançou em direção da torcida atleticana, os atleticanos que se encontravam naquele local, partiram para cima dos invasores em legítima defesa. Não somos hipócritas e muito menos “santos”, mas, naquele momento, a inércia de nossa Torcida resultaria na torcida rival invadindo o espaço de nossa torcida, agredindo inclusive, mulheres, famílias, crianças e pessoas que não teriam condições de se defender. Da mesma maneira que estamos sendo julgados e criticados por muitos, recebemos o apoio e o agradecimento de quem estava ali naquele momento e, assim como nós, entendeu que era necessária uma reação para evitar um confronto ainda maior.

– Se alguém invade sua casa, onde está sua família e seu patrimônio, você se trancaria no banheiro ou partiria para cima dos agressores? Nossos torcedores partiram em direção da torcida rival no intuito de se defender e proteger nossos materiais. Em momento algum agredimos ninguém que não estivesse “procurando” briga, pelo contrário, temos vários registros de um integrante nosso defendendo e protegendo um pai e um filho vascaínos e depois sendo covardemente derrubado e pisoteado. A selvageria e a ignorância tomou conta dos dois lados, mas agredir alguém inconsciente com uma barra de metal e depois roubar o tênis e o relógio desta mesma pessoa, é o cúmulo da covardia.

Muito se fala em punição dos torcedores envolvidos, punição das organizadas e inclusive punição dos clubes, mas em nenhum momento é cobrada alguma punição para as autoridades responsáveis. Elas é quem deveriam garantir a integridade de nossos torcedores e não eles mesmos. É muito fácil acabar com a violência no futebol, mas parece que isso não interessa para quem está no poder. De que adianta participarmos de reuniões, seminários, criarmos campanhas, passarmos ofícios, apontarmos os erros, as falhas e as soluções, se nada disso é ouvido ou levado em conta? A solução mais prática no Brasil é sempre “tapar o sol com a peneira”: VAMOS ACABAR COM AS ORGANIZADAS!

Isto mesmo, acabem com todas as torcidas organizadas. Vejam todos estes torcedores caírem no anonimato e na clandestinidade, sem ter uma diretoria para se reportar, um CNPJ para responder ou um nome para se identificar. Vejam o verdadeiro caos se instalar nas ruas, bares, terminais e estádios, a exemplo do que aconteceu em outros países, considerados civilizados e de primeiro mundo. E aí? Vão cobrar de quem? Vão responsabilizar quem? Vão identificar quem? Vão fazer reunião com quem? Fica no ar a pergunta…

Por fim, agradecemos a Deus pela vida e saúde de todos os atleticanos agredidos. Graças a Ele, ninguém sofreu nada mais grave e todos já estão em casa com suas Famílias.

Diretoria Os Fanáticos

Link: http://www.osfanaticos.com.br/NoticiasHome.aspx?noticiaid=888

força jovem

Comunicado Oficial sobre a confusão na Arena Joinville

O G.R.T.O. Força Jovem do Vasco vem por meio do seu Presidente Fet, do seu Vice-Presidente Robinho e de toda a sua atual Diretoria se posicionar oficialmente sobre os acontecimentos do último Domingo, 08/12/13, durante o jogo Vasco x Atlético-Pr, realizado na Arena Joinville.

Refletimos sobre o total descaso das Autoridades Competentes, sendo os responsáveis o Ministério Público de Santa Catarina, que não solicitou a presença do policiamento ostensivo, sendo evidente e mais que notório a rivalidade entre ambas as torcidas envolvidas, a direção e os responsáveis pela Arena Joinville, e o próprio Atlético-Pr, visto que como mandante deve segundo o próprio regulamento vigente pela Confederação Brasileira de Futebol (CBF) garantir a segurança de todos os envolvidos durante a realização do jogo de futebol, sejam eles jogadores de ambos os clubes, e as torcidas do clube e a adversária, segundo o pronunciamento do renomado Advogado Doutor Leven Siano, feito pela rede social (facebook).

A culpa por tudo que ocorrer dentro do estádio é primeiro da organização do evento e segundo claramente da torcida do Atlético-Pr, conforme pode ser comprovado nitidamente por fotos e vídeos publicadas em diversos veículos de comunicação, e os seguranças contratados na mesma foto ficam inertes e de braços cruzados, sendo um verdeiro absurdo, aonde no nosso entendimento conforme o pronunciamento oficial (em seu Site) da referida organizada que entrou em confronto com a torcida do Vasco, já tinha tudo premeditado e proibiu mulheres e crianças de irem na sua caravana, por saber que poderiam tentar tirar proveito do seu maior número de associados em um possível confronto, visto que o número de torcedores do Vasco era bastante reduzido (do Rio da FJV somente 2 ônibus).

Na nota que eles (Torcida do Atlético-Pr envolvida) emitiram fala que a torcida do Vasco que foi para o confronto, e eles agiram em legítima defesa. Como já foi dito, imagens falam mais que palavras. Primeiro, legítima defesa é roubar faixas, bandeiras da torcida do Vasco, como mostra nitidamente em todas os vídeos da confusão? Segundo, legítima defesa são 30 atleticanos espancando um torcedor vascaíno somente no começo da confusão? Terceiro Perguntamos: como a torcida do Vasco (FJV, Ira, Rasta, Torcedores comuns e etc…) foi para o confronto com uma torcida que está 500 vezes maior? Por acaso somos de ferro? Um absurdo falar isto, o espaço destinado para separação era grande, eles furaram a divisa e única coisa que fizemos foi nos defender. Colocamos uma foto abaixo mostrando bem que quem tentou invadir foi eles, somente eles, o que foi feito por parte da torcida do Vasco foi se defender a todo custo nosso espaço e nossa integridade física!!

Foi dito ainda que a torcida do Vasco agrediu torcedores do Atlético-Pr que não era de organizada no Hotel que estava hospedado o C.R. Vasco da Gama. Pura Mentira!! mais uma vez querem tirar o corpo fora e jogar a culpa na torcida do Vasco, do lado de fora foi feito a mesma coisa que dentro do estádio, simplesmente nos defendemos, estávamos praticamente na cidade deles, e alem do mais do lado de fora tinha Policiamento, e as autoridades policiais presente podem explicar e falar todo o ocorrido na cidade de Joinville!!

Como é de costume do G.R.T.O. Força Jovem do Vasco em toda sua caravana, bem antes deste jogo enviamos um ofício ao responsável pelo policiamento de Joinville sobre nossa Caravana, material e etc…, e fazendo todas as “normas de seguranças”, para o transcorrer da nossa estadia em Joinville fosse da melhor maneira possível, e sempre procuramos cooperar com o policiamento, o MP e com o GEPE para o bom andamento dos jogos do C.R. Vasco da Gama seja no Rio de Janeiro, Brasil ou no mundo !

Sobre a acusação da diretoria do Clube Atlético-Pr (em seu site oficial) que a torcida do Vasco foi ao jogo premeditada a fazer confusão para que não tivesse partida e o Vasco ganha-se os pontos no tapetão, respondemos que, como poderíamos saber que não teria um policial sequer dentro do estádio para nossa proteção, primeiro que estávamos na casa do adversário (estádio a 100 km de Curitiba – muito menos que um jogo do Vasco em Macaé-RJ por exemplo), estávamos totalmente em menor número, e na torcida do Vasco estava mulheres, crianças, idosos e etc…, não proibimos ninguém de ir em nossa caravana (como foi feito  pela torcida do Atlético-Pr, proibindo mulheres e crianças), ai perguntamos: quem foi ao jogo premeditado a fazer confusão, uma torcida que proibi mulheres e crianças ou a torcida que leva mulheres e crianças?

Já que os diretores do Clube Atlético-Pr se pronunciaram, no nosso entendimento Roberto Dinamite (Presidente do Vasco) e toda a sua Diretoria foram coagidos pelos Diretores do Atlético-Pr a continuarem o jogo, o mesmo não podia ter continuado!  Problema sério para o Atlético-PR é lidar com sua reincidência que poderia levar até à sua exclusão do campeonato! Polêmica à solta! Temos sim que entrar com uma ação para anular esta partida, temos tudo a nosso favor, e o senhor Roberto Dinamite tem que agir pelo menos uma vez e defender o Vasco nesta barbaridade que ocorreu com a sua torcida!!

Chega ser Patética e totalmente ridícula a tentativa de colocar a culpa na nossa agremiação, visto que como diz o velho ditado: uma imagem vale mais que mil palavras, vários artigos e até mesmo o regulamento geral de competições da CBF. Teve vários depoimentos de mulheres, crianças e idosos que foram agredidos e sofreram ameaças da torcida do Atlético-Pr.

Queremos justiça, até agora só vimos torcedores do Vasco preso, um absurdo, simplesmente foi legítima defesa. Na foto mostrada acima, mais de 30 atleticanos batendo em um vascaíno, e ai, cadê os presos desta torcida???

Perguntamos mais uma vez, será que a culpa disto tudo é mesmo das organizadas??? Nos estádios do Rio, São Paulo, Minas e muitos outros, não se vê briga dentro de estádio, e todos tem Torcidas Organizadas, os policiais nestes estados são preparados, os clubes mandantes nestes estados fazem a segurança correta, a polícia destes estados trazem torcedores visitantes no “colo” até o estádio (ex: GEPE), com segurança e os conduzem para casa com segurança.

E ai, de quem é a CULPA???

VASCO POR AMOR FJV POR IDEAL

Diretoria do G.R.T.O. Força Jovem do Vasco

Link: http://www.forcajovem.com.br/site/

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s