NEYMAR E SUAS MACAQUICES

macaquice

Tudo na vida do Neymar é milimetricamente coordenado por uma equipe de profissionais, sendo que a moda do momento (redundância) é a tal campanha ´´somos todos macacos“. Isso aí não surgiu espontaneamente após a atitude do Daniel Alves, já era uma coisa pronta, preparada pela agência Loducca e que estava sendo guardada para ser lançada no momento ideal.

Pessoas do calibre de Neymar, Luciano Huck, Angélica, Inri Cristo, Michel Teló, Tiago Leifert, Caio Ribeiro, Dinho Ouro Preto, Felipe Andreoli, Ellen Roche e Carlos Miguel Aidar (atual presidente do São Paulo) aderiram à campanha.

Este último, aliás, demonstrou sua solidariedade em uma coletiva na qual explicava como atravessou a negociação do Palmeiras com Alan Kardec, chamando o time da zona oeste de pequeno e seu presidente de patético. Dias antes, disse a respeito da contratação do jogador Kaká: ´´É alfabetizado, tem todos os dentes na boca, bonito, fala bem…“, em clara provocação aos corintianos. Acho que deu para entender o comprometimento desta pessoa com a ética, combate a injustiças e estereótipos.

Do mesmo modo, Neymar, aos 18 anos, respondeu assim à pergunta se já havia sofrido racismo: ´´Nunca. Nem dentro e nem fora de campo. Até porque eu não sou preto né?!“. O problema não é ele não se assumir negro, é apenas a demonstração do grau de alienação que esse rapaz vive. Em meio à enorme polêmica dos valores da sua transferência ao Barcelona, que envolvia sonegação fiscal e que acabou derrubando o presidente do clube, Neymar posta um selfie todo alegre, alheio ao seu redor. Eis aqui o ponto: alheio ao seu redor.

Luciano Huck também é alheio ao seu redor. Assim como seu amigo boleiro, ele é uma empresa com pernas, o coração uma máquina registradora. Montado na campanha do somos todos macacos ele lançou sua camiseta com essa hashtag, pela bagatela de R$ 70,00. Será que o algodão da camiseta veio de fazendas que exploram o trabalho escravo para depois serem confeccionadas por bolivianos trancados em uma sala no Brás? Não sabemos, acho que estaríamos especulando demais, mas se impedir estas práticas fosse um aspecto do engajamento de Huck seria um tremendo avanço.

Traçar o perfil dos que articularam e aderiram a esta campanha é fundamental, pois usar símbolos e palavras que aludem aos xingamentos racistas é confirma-los, assumi-los e quem cai nessa está claramente sendo enganado, desarticulado.

Chamar a atenção para o assunto não é um fim por si só. Se fosse assim viveríamos em um país melhor porque atrizes da Globo se vestiram de preto para protestar contra o Mensalão, uma outra lá pintou as unhas de branco pela paz e, com este mesmo mote, Regina Casé fez seu programa em homenagem a DG, dançarino morto por PMs no Pavão-Pavãozinho, no Rio. Mesmo assim a corrupção e violência continuam. Que coisa, não? Uma hipótese do motivo de não ter funcionado tudo isso é que estas demonstrações de insatisfação vieram desacompanhadas de medidas concretas.

Seria no mínimo esquizofrênico que com este neoengajamento de Neymar ele jogasse nos estádios do Brasil e não falasse nada sobre todas as mazelas que o povo no entorno sofreu para que ele fosse construído, não é mesmo? E é exatamente isso que acontece. Onde está o engajamento nos despejos forçados? É uma das formas mais brutas de segregação racial, social e econômica.

Por que não se discute uma regra única de resposta ao racismo nos campos de futebol? Por que o Neymar não levanta nenhuma dessas pautas? Onde ele estava quando o Bom Senso pedia fair play financeiro, mais jogos para os times menores? Talvez postando mais um selfie. O engajamento seletivo é ruim, mas o artificial é pior ainda.

O assunto do racismo é complicado para quem é branco e deve ser também para quem não se assume negro. Digo complicado porque eu, o autor deste texto, sou branco e jamais vou poder falar com total propriedade sobre o racismo porque faço parte de uma das classes que o propaga. Não digo que não posso falar sobre o assunto (ou aderir a alguma campanha) e tão pouco que sou racista, mas o fato de nunca ter sofrido este crime e de não ser negro me coloca um passo atrás pelo simples fato da ausência de um pressuposto básico: conhecimento de causa.

Posto isso, o que posso discutir é o entorno da campanha e a forma natural que esta trata o racismo, gerando inúmeras carinhas sérias de celebridades no Instagram, é nocivo porque incorpora um termo historicamente pejorativo à população negra. Muito lindas as fotos, mas e aí? Como os racistas vão se comportar? Agora que o Dinho Ouro Preto tirou uma foto com uma banana tudo vai ser revolucionado? Preciso de mil tontos tirando foto para me mostrar que existe racismo, inclusive no futebol?

Posso olhar para o perfil de mortos pela PM do Brasil e ´´descobrir“ o racismo. Posso identificar que homofobia não é crime e ver que existe preconceito. Número de mulheres mortas em abortos em clínicas caseiras e clandestinas para saber que se trata de tema de saúde pública, não de crime, assim como drogas, enfim.

O ponto que quero chegar é que esta patifaria é mais uma campanha de globais e bobos da corte. O assunto é racismo no futebol? Vamos pressionar a FIFA a agir com mais rigor, banir os racistas, ensinar os vulneráveis a este assunto, trazer conhecimento, repudiar expressões como macaco e outras mais, retirar o racismo do cotidiano por meio de conhecimento, não vendendo camisetas.

´´Para de fazer macaquice moleque“, era o que meu pai dizia quando eu ficava imitando alguém ou fazendo coisas que me mandavam. De fato, não consigo ver definição melhor para esta campanha do que uma grande macaquice.

Anúncios

1 comentário

Arquivado em Uncategorized

Uma resposta para “NEYMAR E SUAS MACAQUICES

  1. Boa Ferreira, a campanha é quase tão idiota quanto o cara que jogou a banana. Também gostei da foto do chimpanzé. Parabéns.
    – Tom

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s